Catalisador Automotivo

Com a entrada em vigor do novo Código Brasileiro de Trânsito no ano de 1997 o uso de um importante acessório chamado Catalisador Automotivo passou a ser uma obrigatoriedade para os proprietários de Carros. Os catalisadores automotivos são um equipamento relativamente simples que é instalado próximo ao sistema de escapamento dos carros. Algumas empresas já vinham implantando o uso de catalisador nos modelos de Carro 0Km que saíam de seus pátios desde o ano de 1992. A finalidade de um catalisador automotivo é transformar, pelo menos em parte, os gases tóxicos emitidos pelos carros em gases considerados menos poluentes. Apesar de fazer uma grande diferença no meio ambiente das cidades por onde rodam milhões de carros durante um dia, os porta-vozes da indústria automobilística dizem que um catalisador automotivo é capaz de filtrar algo em torno de 98% da emissão de descargas tóxicas emitidas pelos veículos. No entanto das 31 montadoras com representação no Brasil apenas duas divulgam os dados referentes a real emissão de poluentes que saem dos veículos mesmo depois de passar pelo catalisador. Os Carros Elétricos também podem ser uma solução para tanta poluição.

Parece que a preocupação ambiental em nosso país continua vindo depois dos interesses econômicos. Consta que mais de 25% dos carros em condições de circular, emitem níveis de poluição inaceitáveis. Um catalisador automotivo é uma simples e pequena peça de aço inoxidável e cerâmica que custa em torno de R$50,00 e pode evitar uma multa que sem dúvida superará este valor. O Conselho Nacional do Meio Ambiente determina que o catalisador automotivo seja trocado a cada 40.000 km rodados. O bom mesmo seria fazer uma avaliação do estado do catalisador automotivo periodicamente para que em caso de avaria, o que não é difícil, possa ser trocado deixando o proprietário livre de preocupações.

No entanto alguns proprietários de Carros Usados nem têm conhecimento sobre o que é este equipamento ou se seu veículo possui catalisador automotivo e, principalmente para que serve e quais benefícios trazem. E como as grandes montadoras não têm maiores preocupações com automóveis que já saíram de suas fábricas a mais de dez anos, dificilmente teremos um fomento na venda de catalisadores automotivos, produto que, ao contrário do que alguns pensam, em nada afeta o desempenho ou mesmo causa qualquer alteração a um Motor de Carro. Não basta, portanto, culpar apenas a indústria automobilística pela má qualidade do ar e pelos efeitos causados pela emissão de gases como o monóxido de carbono. Sem que haja fiscalização e um forte trabalho no sentido de levar ao conhecimento de proprietários de carros da importância do uso dos catalisadores, dificilmente haverá uma reversão do problema. Há, na verdade, necessidade de conhecimento à cerca do que é o Catalisador Automotivo e de sua importância para diminuir a poluição. Traçar e alcançar metas de limitação de emissão de gases conhecidos como gases de efeito estufa depende também dos conhecimentos levados à população.